Skip links

Eu Sonho Minha Cidade – Kanal Pompidou x Athénée Royal Toots Thielemans

A terceira parte da obra "Sob o Mesmo Céu"


Année :
2023
Lieu :
Bruxelles, Belgique

«A vida quotidiana é uma aventura extraordinária.»

– Georges Perec

Reinventando a Cidade pelos Olhos dos Sonhadores

Qual é a nossa relação com o nosso ambiente, a nossa comunidade, a nossa própria criatividade?

Nas ruas de Molenbeek, esta questão ganha todo o seu significado: por que procurar o extraordinário noutro lugar quando ele reside nos nossos sonhos?

No Athénée Royal Toots Thielemans, floresce uma revolução artística com ‘Eu Sonho a Minha Cidade’. Guiados pela artista Françoise Schein e inspirados por Georges Perec, os jovens embarcam numa jornada para além do mundano. De janeiro a julho de 2024, este projeto participativo transcende a arte tradicional, oferecendo aos jovens um espelho da sua realidade, livre das restrições sociais e psicológicas. O objetivo é reinventar a cidade e redescobrir a beleza de cada rua, edifício e rosto.

O projeto de três anos, ‘Sob o Mesmo Céu’, encomendado pelo Kanal Centre-Pompidou à Associação Inscrire e Françoise Schein, inclui três componentes:

Histórias de Vidas’: um mural de arenito pintado que retrata as odisseias de 20 jovens recém-chegados. ‘Eu Sonho a Minha Vida’: os jovens desenham e pintam as suas futuras profissões em medalhões arquitetónicos.

Eu Sonho a Minha Cidade’: desenhos em papel que imaginam novas perspetivas da sua realidade diária ou de um futuro possível.

Expandindo Horizontes Culturais

A Associação Inscrire estabeleceu parcerias, nomeadamente com o Kanal Centre Pompidou, para alargar os horizontes culturais dos jovens de Molenbeek. Eles participaram em oficinas e visitas culturais, descobrindo formas antigas e contemporâneas de expressão artística. Excursões ao Mini-Europe, ao Atomium e ao Design Museum Brussels enriqueceram a sua compreensão da arte, do design e dos direitos humanos. Também discutiram questões urbanas com a equipa Bruxelas 2030.

O Significado do Passaporte Artístico

Ao concluir três anos de sonho e resiliência, o passaporte artístico ganha todo o seu significado. Ele simboliza a nossa cidadania cultural global, abrindo portas para a inclusão e conexão através da arte. Os passaportes artísticos transcendem fronteiras, promovendo o diálogo intercultural e fortalecendo laços sociais. Fazer um passaporte reconhece que a arte é uma linguagem universal que nos une, inspira e eleva além de fronteiras físicas e mentais. É um convite para continuar a sonhar, explorar e criar juntos, num mundo onde cada história, visão e sonho importam.

Ao responder à questão inicial, vemos que a nossa relação com o nosso ambiente, comunidade e a nossa própria criatividade é constantemente redefinida através da arte. A iniciativa ‘Eu Sonho a Minha Cidade’ ilustra como os jovens de Molenbeek transformam a sua perceção do mundo, fortalecem os laços comunitários e exploram o seu potencial criativo, reinventando a sua cidade e o seu futuro um sonho de cada vez.

CONCEPTION

ARTISTE
Françoise Schein artista visual e arquiteta, professora na École Supérieure d’Arts et Médias de Caen/Cherbourg, fundadora da Associação Inscrire.

com a participação de Aya, Dariia, Daniel, Denise-Raquel, Farah, Gülser, Hasan, Ilham, Khalil, Lamia, Lina, Mara-Georgiana, Mountaha, Mariam, Mohamed, Mohamad, Obaidah, Radu-Mariam, Safi, Tasnim, Viorel, Wafa, Yazieh, Zeynab, Zahieh.

REALIZAÇÃO E PRODUÇÃO

Athénée Royal Toots Thielemans
Sabah Lamrani
Nisrine Moujaoui
Pascale Taes
Claire Saint-Pierre
Elodie Stas
Calogero Di Natale
Marielle Gilles

Inscrire
Béanie Aubril
Amandine Bertholet
Léa Jarrin
Constance Léglise
Céleste Maurel
Katia de Radiguès
Lohana Schein

Kanal-Centre Pompidou
Yves Goldstein
Kasia Redzisz
Paula Bogutyn
Soetkin De Backer
Koen Van Caekenberghe
Caroline Kadziola
Jean Samuel N’Sengi
Mey Reinke

“Je rêve ma Ville” faz parte do projeto KANAL Collectif proposto por